6 motivos para ter um software de gestão em sua construtora

6 motivos para ter um software de gestão em sua construtora

por Marcel Ribeiro

A adoção de um software de gestão para construtoras é fundamental para aquelas empresas que buscam automação nos processos e melhorias nos resultados. Através de organização e controle é possível reduzir custos, trabalhar dentro dos prazos e ajudar a tomar as melhores decisões.

Gerir obras não é uma tarefa simples pois requer habilidade para coletar e organizar uma gama de informações a fim de transformá-las em resultados. Assim, um software de gestão para construtoras certamente poderia ajudar.

Um software de gestão para construtoras pode contribuir nesse sentido, pois estamos falando de atividades como os controles de: produtividade e qualidade da mão de obra, consumo de materiais, cronograma físico, cronograma financeiro, relacionamento com clientes e fornecedores, pagamentos e recebimentos e etc.

Apesar de difícil, a gestão dos empreendimentos é necessária se a empresa almeja ter competitividade e sucesso. Para quem enxerga essa necessidade, existem, no mercado, softwares específicos para pequenas empresas do segmento da construção civil. Frequentemente vendidos mediante pagamento de mensalidades, que podem tornar essa gestão mais fácil e acessível.

Continue lendo este post para entender melhor como e por que recorrer a um software de gestão para construtoras. Vamos lá?

Por que optar por um software de gestão para construtoras?

Conheça o Mais Controle

1. Organização e controle

A utilização de um software de gestão possibilita à construtora organizar e padronizar seus processos, pois as informações e os dados administrativos são inseridos e armazenados no sistema sempre da mesma forma, independentemente da pessoa que fará uso.

Com as ferramentas de gerenciamento de obras presentes no software, é possível controlar os custos fazendo o comparativo entre o planejado e o realizado. Essa análise é importante para manter a obra dentro do orçamento previsto, bem como apurar as etapas com falhas de execução ou orçamento.

Dessa forma, garantindo o histórico dessas informações, é possível tirar proveito das lições aprendidas e empregar a melhoria contínua dos processos.

2. Redução de custos

Quando se tem organização e controle, uma das consequências é a redução de custos. Isso porque as falhas dos processos são reduzidas, diminuindo os desperdícios e as aquisições desnecessárias.

O uso do software também proporciona ganhos com a redução no tempo de execução das tarefas administrativas, gerado pela substituição de processos manuais, como papéis, documentos escritos e anotações avulsas, além da facilidade de obtenção de relatórios.

Melhore a gestão de obras com o Mais Controle

3. Entrega no prazo

Quando a obra está em atraso, ocorre insatisfação do cliente, promovendo perda de reputação da empresa, além de prováveis prejuízos financeiros decorrentes do aumento do tempo de execução.

O acompanhamento do cronograma por meio de gráficos e informações do tempo planejado x realizado permite ao gestor ter o controle sobre os prazos de entrega, podendo, dessa forma, intensificar ou remanejar a mão de obra, a fim de evitar atrasos.

4. Melhores decisões

Quando o gestor tem acesso em tempo real às informações sobre prazos e custos, ele é capaz de tomar decisões mais embasadas e com maiores chances de acerto, porque pode analisar com cautela as informações geradas pelo software de gestão, e trabalhar para que os resultados fiquem dentro do esperado.

É possível ter acesso, com poucos cliques, a importantes relatórios, tais como Fluxo de Caixa e DRE. Estes são considerados ótimos termômetros para o acompanhamento da saúde financeira da empresa, pois permitem analisar as receitas, despesas, lucro e custos das obras.

5. Trabalho online ou em nuvem

A computação em nuvem é uma tendência no setor de softwares a nível mundial, pois proporciona muitas vantagens na sua utilização. Dentre elas:

  • flexibilidade de utilização em qualquer lugar em que haja internet;
  • descarte de investimentos em infraestrutura de servidores;
  • backup automático dos dados;
  • redução do risco de perdas de informações.

6. Automatização de tarefas

A automatização dos processos pode tornar a empresa mais produtiva. Assim, os benefícios se espalham entre todos os profissionais envolvidos, sejam os engenheiros, construtores ou a operação.

Por meio da tecnologia, é possível medir o rendimento e a qualidade na gestão de serviços e fornecedores. Além disso, a otimização de recursos (como a mão de obra) e o tratamento de não conformidades também ganham destaque com o processo de automatização.

Como o software de gestão para construtoras pode ajudar na organização e produtividade das obras?

Na hora de fazer a sua escolha, é importante focar dois pontos: organização e produtividade. Acredite: não é todo software de gestão que atenderá às necessidades específicas da sua empresa. Por isso, não hesite em priorizar por soluções capazes de aumentar os níveis de produtividade durante a sua operação, auxiliando de forma eficaz.

O objetivo do ERP voltado para a construção civil é otimizar o tempo gasto com os processos manuais, possibilitando rapidez, integração e qualidade na produção. Traduzindo para uma linguagem ligada ao dia a dia do canteiro de obras, você poderá atingir esses objetivos se o seu software puder agilizar tarefas como:

  • gerar orçamentos de obras;
  • controlar os custos;
  • criar cotações e ordens de compras
  • comparar os custos planejados vs. realizados;
  • administrar os contratos de venda;
  • emitir relatórios da curva ABC;
  • auxiliar na documentação, criando registros;
  • controlar serviços terceirizados e/ou empreiteiras.

Lembre-se sempre de que o bom software de gestão para construtoras é aquele que transmite as informações de campo com facilidade para os responsáveis pelo gerenciamento da construção. Isso faz com que o trabalho seja facilitado, bem como a tomada de decisão.

Como escolher um bom software de gestão para construtoras?

Para ajudar você em sua escolha, daremos 3 dicas de como se decidir pela melhor solução digital. Confira:

1. Planeje com cuidado

Planejar a aquisição do software é o mesmo que listar todas as necessidades e prioridades da sua empresa de acordo com o objetivo estratégico. Faça o possível para engajar os membros da equipe nesse planejamento e na decisão, afinal, os usuários do sistema são os principais envolvidos na implantação da tecnologia.

2. Pense na customização

Por mais que a customização não faça parte do planejamento por algum motivo, você precisa ter, na ponta do lápis, todas as restrições do software quanto à personalização. A flexibilidade do sistema é uma característica que exige atenção aos mínimos detalhes, pois pode ser que essa seja a única ferramenta que a empresa vai usar ao longo dos anos.

3. Faça testes

Nada de tomar uma decisão sem antes testar o programa. Uma parte das empresas que trabalham com soluções oferecem um período de avaliação ou demonstração gratuitas. Logo, aproveite para testar o produto, tirar todas as suas dúvidas e averiguar se todas as suas necessidades são, de fato, supridas pela tecnologia.

Esperamos que este texto tenha ajudado você a perceber como um sistema específico pode transformar não apenas o seu ambiente de trabalho, mas também suas entregas e resultados.

O que achou deste conteúdo? Se tiver gostado, assine agora mesmo a nossa newsletter e receba mais artigos de qualidade como este!

Marcel Ribeiro
Escrito por
Marcel Ribeiro
Engenheiro e cofundador do software Mais Controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja algumas postagens relacionadas

Saiba como o Mais Controle pode ajudar nas melhores decisões!