Custos e despesas operacionais: como ter controle?

Controlar custos fixos e despesas operacionais é administrar os recursos da empresa de modo que sua aplicação alcance os objetivos da organização: resultados positivos e lucro garantido na condução dos negócios.

Qualquer negócio, para garantia de seu sucesso e manutenção desses resultados, depende de organização. Esse cuidado é especialmente indispensável no controle de custos e despesas operacionais, assim como na gestão financeira em geral.

É preciso manter um permanente registro de dados atualizados e promover análises comparativas dos resultados alcançados. Essas são iniciativas das quais não se pode abrir mão, ou o negócio se transforma em uma aventura.

Continue a leitura e descubra como ter mais controle sobre os custos e despesas operacionais na empresa.

Saiba o que nossos clientes falam sobre o Mais Controle

Classifique os custos fixos e variáveis

Definir os custos da empresa e separar cada um conforme sua classificação para uma correta apropriação na análise de resultados. Nesse ínterim, deve-se categorizar os custos entre fixos e variáveis conforme os conceitos a seguir:

  • custos fixos: são aqueles que não variam conforme o volume de produção, como as despesas com aluguel de escritório, galpão ou conta de luz;
  • custos variáveis: são custos relacionados ao volume de produção, como os gastos com matéria-prima, mão de obra e aluguel de equipamentos.

De posse dos custos categorizados vem a análise dos custos fixos lançados. Desde já, deve-se conhecer qual o capital mínimo necessário que a empresa precisa para se manter pagando os custos fixos. Posteriormente, buscar por serviços e acompanhar as variações de demanda é o primeiro passo para uma correta gestão de custos.

Faça análises periódicas dos custos e despesas

Para alcançar um melhor controle de gastos na empresa, é preciso acompanhar de forma periódica os valores dos custos e despesas. Bem como apurar com detalhes onde os recursos foram aplicados.

Por sua vez, promover encontros frequentes entre pessoal administrativo e financeiro permite realizar uma gestão de custos mais eficiente. A troca de informações e a análise subsequente facilita o entendimento e a identificação dos setores onde há maiores despesas e gastos. Além disso, é possível verificar se eles trazem o melhor retorno para a organização.

Faça atualizações constantes de dados

Para conseguir controle sobre os gastos da empresa, é preciso que os dados estejam permanentemente atualizados. Assim, não se corre o risco de seguir com medidas equivocadas em razão de dados defasados ou incertos.

Além dos registros dos custos, é necessário monitorar e avaliar como esses valores flutuam a cada mês, todos os meses. Dados atualizados são indispensáveis para observar a participação de cada um em relação aos gastos totais.

Adote um processo de gestão orçamentária

A gestão orçamentária envolve o planejamento e o monitoramento dos resultados financeiros do negócio. Ela faz parte de uma avaliação aprofundada dos dados e do histórico financeiro da empresa.

Assim, é possível considerar os seguintes passos na adoção de um processo de gestão orçamentária:

  • elaboração de um plano orçamentário;
  • previsão de situações e cenários;
  • análise e acompanhamento orçamentário.

Banner clicável para conhecer nossas funcionalidades e melhorar a gestão de suas obras

Invista em um sistema de gestão de obras – ERP

O ideal para um controle de custos e despesas — e para todo o controle financeiro da empresa — é a utilização de um sistema de gestão de obras – ERP (Enterprise Resource Planning, ou sistema de gestão integrado). Além do controle financeiro, ele conta com as seguintes funcionalidades:

  • orçamento e planejamento de obras;
  • base de composições de serviços;
  • cotações e ordens de compras;
  • relatório diário de obras;
  • contas a pagar e receber;
  • gestão de obras;
  • relatórios diversos;
  • fluxo de caixa e resultados.

Conclusão

Como vimos, é necessário classificar os custos como fixos e variáveis para uma correta apropriação e acompanhamento de resultados. Bem como é preciso fazer a gestão periódica dos dados gerados pela empresa para garantir que estejam sendo bem empregados.

O controle de custos na empresa é indispensável, mas requer monitoramento constante e precisão nos dados. Através de atividades rotineiras e análises periódicas é possível melhorar os seus resultados de forma geral na gestão financeira. Além disso, é bom contar com a tecnologia, utilizando um software que seja específico para a construção civil, de forma a integrar informações e ganhar tempo.

Conheça as funcionalidades e descubra como controlar o fluxo de caixa da empresa com uma solução de gestão integrada. Se gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre gestão de custos na construção civil deixe o seu comentário abaixo!

Compartilhe

Marcel Ribeiro

Engenheiro e cofundador do software Mais Controle.

2 Comentários

Aqui na Treasy somos adeptos da linha de pensamento de que uma empresa que deseja crescer e ser lucrativa precisa investir profundamente em marketing, vendas e tamb m realizar investimentos operacionais para ampliar continuamente sua capacidade produtiva. Mas sem uma boa Gest o de Custos e Despesas, que trabalhe paralelamente e de forma cont nua na Redu o de Custos e Despesas, como tentar encher um balde furado: voc coloca gua por cima e ela vaza pelos furos.

Exatamente! É importante que você mapeie custos e investimentos para entender seus retornos e saber o que está funcionando e o que pode ser melhorado. A questão não é investir mais, é saber como investir melhor.

IMPORTANTE: Seu nome e e-mail não serão divulgados para o público.

Seja o primeiro a receber as novidades do Mais Controle