Controle de mão de obra na construção civil, entenda a importância!

Controle de mão de obra na construção civil, entenda a importância!

Atualizado em 27 agosto, 2019
por Marcel Ribeiro

A contratação de mão de obra na construção civil exige atenção aos preços e na qualidade dos serviços. Deve-se planejar as atividades de forma que esteja claro para o contratante e o contratado suas responsabilidades.

Para que uma empresa da construção civil consiga atingir o sucesso, o controle de mão de obra é fundamental. Afinal, é preciso garantir a produtividade e realizar uma boa administração para evitar problemas como atrasos e desperdícios.

Caso contrário, um serviço pode não ser entregue com qualidade e dentro do prazo estabelecido, o que prejudica o retorno do investimento. No entanto, é comum que o planejamento ajude a evitar problemas durante a execução da obra, como os citados anteriormente.

Você deve ter se questionado por onde começar para manter o controle da mão de obra, certo? Mas não se preocupe, pois no conteúdo a seguir vamos ver todos os fatores que devem ser levados em conta. Continue a leitura!

Registro do orçamento de custos antes do início da obra

Como mencionado, o planejamento é uma etapa fundamental para garantir o bom andamento de um serviço. Contudo, existe outro procedimento essencial, que deve anteceder o planejamento: o orçamento.

Nesse primeiro estágio, você deve realizar o levantamento de todas as atividades a serem executadas. Os custos diretos e indiretos de uma construção, além da quantidade de cada serviço.

Os gastos diretos são compostos por mão de obra, equipamentos, verbas, materiais, leis sociais etc. Já os indiretos abrangem impostos, aluguel do escritório, internet, telefone, pessoal, questões administrativas etc.

Importância de um orçamento elaborado

Em seguida, deve-se estimar o valor de cada um dos serviços levantados e multiplicá-los por seu quantitativo, assim o custo direto total da obra será encontrado. É muito importante contar com um orçamento de obras bem elaborado — caso contrário, você pode ter surpresas desagradáveis no futuro.

Também é essencial providenciar uma reserva para cobrir imprevistos. Feito isso, você pode iniciar a fase de planejamento e de controle das obras. Desa forma serão evitadas que falhas eventualidades ocorram a fim de otimizar a produtividade.

Estabelecimento da produtividade da mão de obra

Muitas empresas tendem a não se atentarem à qualificação dos funcionários ou à avaliação do perfil de cada um, o que garante conformidade em relação às atividades que serão realizadas. Como consequência, podem ocorrer problemas relacionados a acidentes no trabalho, serviços mal executados, falta de colaboradores etc.

Por isso, é fundamental avaliar as características da mão de obra local e a variação da demanda por funcionário em função do tempo. Afinal, algumas atividades exigem um nível de capacitação mais elevado — e a ausência disso poderia comprometer a produtividade da obra.

Quando há um maior acompanhamento da mão de obra, é possível preencher as lacunas que surgem e implementar cursos ou tecnologias para otimizar o trabalho, por exemplo. Mas tudo isso precisa levar em conta a aptidão, o nível de especialização da mão de obra disponível e a quantidade de funcionários.

Ou seja: garantir o atendimento a todas as necessidades desses colaboradores deve se tonar um exercício constante. Dessa forma, não podemos encarar essas despesas como um custo, mas sim como um investimento. Além das demais vantagens, isso pode tornar os trabalhadores mais satisfeitos e motivados, o que contribui para melhores os resultados obtidos.

Responsabilidades trabalhistas

Vale lembrar ainda que, durante o controle da produtividade da mão de obra, não se pode deixar de incluir as responsabilidades trabalhistas exigidas. Logo, certifique-se de garantir a conformidade com as normas de saúde e segurança do trabalho, segundo aquilo previsto na legislação.

Acompanhamento do consumo e manuseio dos materiais

A gestão dos materiais usados em uma obra precisa ser programada com antecedência para garantir os produtos de acordo com o estabelecido. Afinal, é comum que obras atrasem devido a erros nas solicitações de itens. Assim, você deve verificar e registrar a quantidade necessária de mercadorias, atentar quanto ao prazo de entrega, analisar os custos etc.

Durante a compra desses produtos, também é preciso calcular a validade e o espaço de armazenamento de cada um. Desde já, o prejuízo relacionado às perdas de materiais por má acomodação ou vencimento pode ser alto e capaz de gerar prejuízos.

Detecção de não conformidades

Analisar e registrar as informações — isso inclui o que não saiu conforme o planejado — são ações que ajudam a criar um histórico para acertar nos próximos planejamentos e orçamentos. Assim também, essa espécie de diário da obra auxilia em uma visão mais realista do dia a dia da construção. Logo, leva a uma melhor compreensão de como as etapas e tarefas devem ser executadas, qual é o motivo de eventuais atrasos etc.

Se determinado serviço precisou ser reagendado para uma nova data devido a fortes chuvas, ou devido a falta ou inadequação do material, por exemplo, é necessário que tais ocorrências sejam registradas no diário de obras. A princípio isso pode parecer cansativo, porém existem soluções que ajudam a verificar a evolução de cada etapa com mais praticidade.

Principais problemas causados pelo mau controle da mão de obra

Alguns erros na gestão podem impactar os resultados da obra e o nível de satisfação dos clientes ou investidores. Os mais comuns são:

  • desconhecimento dos custos totais planejados;
  • planejamento superficial, que não abrange todas as questões operacionais;
  • falta do registro de dados históricos de informações para ajudar em novos orçamentos;
  • falhas no fluxo de informação, que fazem surgir dúvidas e dão espaço a interpretações equivocadas.

Conclusão

Como você já percebeu, nem tudo sai conforme o planejado e podem surgir dificuldades ao longo do caminho, sendo que conhecer esses problemas ajuda a planejar formas de solucioná-los. As principais dificuldades são:

  • controlar pagamentos de empreitadas;
  • monitorar várias obras simultâneas;
  • manter o controle do fluxo de Caixa e apurar os resultados;
  • verificar desperdícios de tempo e lançamentos duplicados.

Já pensou em investir em um software para ajudar no controle de mão de obra e otimizar a produtividade do serviço, evitando os problemas mencionados? Você pode contar com o software da Mais Controle — que, além de controlar obras ou serviços, organiza as finanças da empresa, alavancando os indicadores de lucro e produtividade da Construção Civil.

Que tal entrar em contato conosco da Mais Controle e conhecer melhor nosso software? Teremos o maior prazer em ajudá-lo!

Marcel Ribeiro
Escrito por
Marcel Ribeiro
Engenheiro e cofundador do software Mais Controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja algumas postagens relacionadas

Saiba como o Mais Controle pode ajudar nas melhores decisões!