Como criar um plano de ação para enfrentar a crise do coronavírus?

Como criar um plano de ação para enfrentar a crise do coronavírus?

Atualizado em 27 maio, 2020
por Marcel Ribeiro

A crise de COVID-19 está modificando significativamente  o dia a dia de muitas pessoas e empresas. Para driblar os impactos negativos do isolamento social, é preciso estar disposto a aplicar novas metodologias e desenvolver um plano de ação para o seu negócio.

A previsão é que a economia sofra uma retração de 3%, índice maior do que o registrado na crise de 2008 e na quebra da Bolsa de Nova York em 1929.

Enquanto a situação não for normalizada, as empresas devem ter senso de urgência para criar um planejamento pós-crise. Dessa forma, é necessário tratar este momento histórico como uma oportunidade de aprender e reinventar-se como marca.

Pensando nisso, preparamos este artigo especial com algumas dicas fundamentais para criar um plano de ação para enfrentar a crise do coronavírus. Leia e entenda mais sobre o assunto.

Por que é importante atentar-se à crise do coronavírus?

No início deste artigo, você viu que a previsão do impacto de COVID-19 na economia é negativa. Entretanto, isso não é o fim do mundo. A economia certamente irá reaquecer, apesar de não sabermos ao certo quando. O que vai determinar se seu negócio conseguirá passar por esse período é a forma como você reagirá diante deste cenário.

O Brasil viveu uma crise há cerca de cinco anos e estava começando a dar sinais de reaquecimento. Nesse cenário, surgiram muitos microempresários: hoje, há 10 milhões de MEIs registrados. Isso representa um aumento superior a 100% em relação a 2015, sendo que aproximadamente 10% deles atuam na construção civil.

Para se diferenciar, é fundamental acompanhar o andamento da crise de COVID-19, atentar-se aos dados econômicos e ao surgimento de novas tendências de mercado. Como alguns países para os quais importamos insumos tiveram suas produções impactadas pela pandemia, novas matérias-primas irão surgir para suprir a demanda. Assim, você precisa conhecê-las para sair à frente.

Como superar e trabalhar na gestão da crise de COVID-19?

É fundamental executar o diagnóstico e planejar-se, construindo um plano de ação para atuar durante a crise e o pós-crise. A ideia é garantir que seu negócio continue produzindo mesmo que as obras em sua cidade tenham parado. É o momento de rever sua estratégia e acompanhar as ações de intervenção estatal na economia para se planejar corretamente.

Aplique a metodologia 5W2H

Originada na indústria automotiva japonesa, a metodologia 5W2H atua como uma ferramenta para a construção de planos de ação. Ela se baseia em sete perguntas: o que (what), quem (who), quando (when), onde (where), por que (why), como (how) e quanto custará (how much).

Você pode usar o 5W2H na busca de qualquer solução para qualquer processo. Suponha que em seu plano de ação seja definida uma estratégia para reduzir a saída de clientes devido a crise. Com essa técnica, você destrincha a ação. Abaixo, segue uma proposta usando nosso exemplo:

  • o que — redução de valores e extensão do prazo para pagamentos (pode ser qualquer coisa);
  • quem — equipe do setor comercial (profissionais que serão responsáveis por isso);
  • quando — de 18/03 a 18/06 (data de início e término das atividades);
  • por que — para reduzir a taxa de rejeição de consumidores, ou seja, quebra de contrato (o propósito da ação);
  • onde — por e-mail, telefone, WhatsApp e redes sociais (formas de contato com o cliente);
  • como — comunicação personalizada para negociar prazos e valores de acordo com o contrato vigente (forma de abordagem, divulgação e renegociação);
  • quanto custará — -10% da média da receita (um desconto que você pode mensurar esses valores de modo mais preciso).

Como a tecnologia pode transformar o plano de ação?

Realizar um diagnóstico empresarial, definir metas e estabelecer prazos pode parecer fácil na teoria, mas não é. Essas tarefas demandam tempo e zelo do empreendedor. Por isso, uma dica é usar a tecnologia para realizar seus cálculos e estipular objetivos tangíveis. É preciso conhecer bem todas as suas contas para encontrar oportunidades de redução de custo e monitorá-las.

Com um software de gestão, você pode ter todas essas informações em um só lugar, o que facilita o acompanhamento. Assim, é possível observar as entradas e saídas de seu caixa e controlar as datas de entregas de obras. Além disso, as decisões de seu negócio serão tomadas com base em dados precisos. Isso ajuda a reduzir as chances de desenvolver um plano de ação sem retorno positivo para sua empresa.

Conclusão

Portanto, é importante ficar atento a oportunidades que surgem, se planejar para quando as coisas se reajustarem após a crise, utilizar ferramentas e metodologias de aplicação dos planos criados e estar sempre atento a como novas tecnologias podem te ajudar nesse processo.

Agora que você sabe o que fazer para criar um plano de ação, não perca tempo e coloque em prática as nossas dicas.

Se você gostou deste artigo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos nas redes sociais.

Marcel Ribeiro
Escrito por
Marcel Ribeiro
Engenheiro e cofundador do software Mais Controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja algumas postagens relacionadas

Saiba como o Mais Controle pode ajudar nas melhores decisões!