Ensaio bidirecional: por que utilizar essa metodologia na construção?

Ensaio bidirecional: por que utilizar essa metodologia na construção?

Atualizado em 19 novembro, 2018
por Guilherme Junqueira

O ensaio bidirecional é um método utilizado para realizar a medição e a avaliação do comportamento da fundação, quando essa é submetida a esforços. Além de ser uma avaliação muito importante, ela também proporciona diversos benefícios durante e após a obra.

Essa metodologia vem sendo empregada no mercado da construção, então para conhecer sobre e entender o porquê dessa tendência, continue a leitura deste post.

Como é feito o ensaio bidirecional?

A prova de carga estática bidirecional consiste no posicionamento de células estáticas descartáveis (CED) ao longo do fuste e na aplicação de determinada carga em diversos sentidos, buscando pelo equilíbrio das tensões que estão em sua extensão.

Essas células são acionadas por meio de bombeamento hidráulico, em uma profundidade que é especificada no dimensionamento realizado durante a elaboração do projeto. Elas são chamadas de descartáveis e podem permanecerem presas nas estacas, já que são instaladas já no processo de concretagem dos elementos que serão testados.

Por que esse método é cada vez mais utilizado?

O ensaio bidirecional, diferentemente dos demais métodos, pode ser utilizado desde cargas pequenas até as mais elevadas — superiores a 50 mil kN. Além disso, a instalação das células é realizada durante o processo de concretagem, como já mencionamos. Dessa forma a técnica fica mais fácil, de modo a agilizar a preparação das análises.

Outro motivo pelo qual o ensaio vem sendo bastante procurado pelas empresas construtoras é que o método garante mais segurança durante a execução, uma vez que apresenta um sistema de reação que proporciona menos riscos de acidentes. Ele também oferece pouca interferência no canteiro de obras e permite que os testes sejam realizados em cotas abaixo da cota do terreno. Esse item não é possível por meio dos outros métodos.

O ensaio bidirecional é obrigatório?

De acordo com a NBR 6122, o ensaio de prova de carga estática é obrigatório em todas construções elaboradas no Brasil desde 2010. Visto que é ele que dá a garantia de que as estacas calculadas foram devidamente e corretamente executadas — a fim de suportarem toda a carga para a qual foram projetadas para suportar após a finalização e a entrega do empreendimento que está sendo construído.

Embora o método seja uma escolha dos responsáveis pela obra, os diversos benefícios que o ensaio bidirecional proporciona para quem opta por ele são notáveis. Além do mais, o teste pode ajudar na redução de custos, uma vez que é capaz de identificar modificações que possam ocorrer eventualmente nas fundações.

Como vimos, o ensaio bidirecional é fundamental para garantir a segurança durante a execução de uma obra e após a sua conclusão. Sendo assim, não deixe de contar com esse método e os benefícios oferecidos por ele.

Para compreender ainda mais sobre a importância e os demais métodos de prova de carga, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este diretamente no seu e-mail.

Guilherme Junqueira
Escrito por
Guilherme Junqueira
Administrador apaixonado por Gestão e Construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja algumas postagens relacionadas

Saiba como o Mais Controle pode ajudar nas melhores decisões!